quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Que pressao!!!

Todo mundo sabe o que eh dar entrada em um hospital. Quem nunca precisou ir a um???
A conotacao de "dar entrada" em um hospital eh muito ruim. Claro!!!
Quando a pessoa "da entrada" em um hospital ela esta malzona!!! Quem tomarah esse destino por prazer? Apos uma melhora consistente, o sujeito tem alta. Permanecer mais que o necessario eh um risco que ninguem corre.
Por outro lado, historias de dor e alegria podem ser contadas por quem consegue reuni-las...basta ficar mais que o necessario em um hospital!!!!
Em sua visita diaria, afirmei para o medico que me encontro em boas condicoes fisicas e psicologicas!!! E ele pode comprovar isso em seu exame superficial. Apesar disso, fui orientado a nao evadir ate que se tenha o resultado do exame de pulsao... que finalmente respondera a questoes como: o que eram aquelas manchas da ressonancia? Por que nao consigo usar toda a capacidade do meus pulmoes? Por que ainda estou tossindo?
De qualquer forma, ansiedade nao eh o meu nome; e tratamos de incrementar o cotidiano.
A noitinha, apos o jantar, rola a sessao filme de acao na AXN. Entre 14 e 20 horas tenho autonomia para caminhar e pegar sol, nas dependencias do complexo hospitalar. Isto porque recebo antibiotico a cada oito horas. Ate as 14 horas, leio os jornais, tomo os outros remedios, converso com as pessoas do andar, faco uma social, alongamento e abdominal. E o quarto acabou ficando com a nossa personalidade!!! Roupas e material de leitura cuidadosamente espalhados. Geladeira cheia de copos de suco (que separamos do almoco dos dias anteriores). Um chocolatezinho sempre a mao, logo acima do microondas...
E acabamos por saber um pouco mais da vida de cada uma das pessoas..... Sabemos o que sentem as enfermeiras, quem esta em cada turno, as historias dos outros pacientes...
Esse senhor da foto tem uma historia interessante: Morava na Holanda e resolveu se mudar para Tailandia. Gosta muito do pais e tem uma vida muito boa. A certa altura, comecou a sentir os efeitos de agua nos pulmoes. Diz que podia sentir seu balancar. Comecou subtamente. Nao conseguia mais se abaixar, muito menos amarrar os sapatos. Foi internado em um hospital importante, aqui perto. Seu diagnostico foi cancer nos pulmoes. Estava a ponto de fazer cirurgia quando veio ao Bangkok Hospital. Teve a mesma previsao diagnostica. Passou a caminhar com uma maquina que drenava a agua que se formava. Afirma que produzia mais que oito litros por dia. Apos exames minuciosos, recebeu o diagnostico final: ninguem sabe o que ele tem e parou de produzia agua nos pulmoes!!!!! Na foto, comemoramos juntos... Ele nao tem cancer!!! Ele nao tem cancer!!! Eu nao poderia deixar de eternizar esse momento!!! A perspectiva de vida para uma pessoa com essa patologia nao eh mais que 5 anos!!! O cara gritava no corredor!!! Foi muito maneiro!!! Amanha ele tera alta e podera voltar para sua casa, aqui mesmo na cidade.
Uma outra moca. Italiana. Foi vitima de um assalto no Cambodja. Reagiu e levou um tiro na coxa. Fratura de femur. Foi internada naquele pais, mas com o pouco suporte, precisou ser transportada de helicoptero pra ca. Sua situacao eh estavel.
Agora ha pouco chegou um rapaz em uma maca. Machucou seu braco em um pequeno acidente. Nao cuidou e infeccionou. A infeccao piorou e a coisa ficou feia!!! A enfermeira diz que ele vai ficar bom!!!
Em grande parte do dia, trocamos ideia soh com as enfermeiras mesmo. Claro, as afinidades surgem naturalmente. No geral sao todas muito educadas, delicadas e atenciosas. Inclusive recebi e-mails de amigos do Brasil solicitando os contatos delas...ehehe
A cada 4 horas uma vem medir a minha pressao. Isso segue pela madrugada adentro tambem. No entanto, algo tem me deixado constrangido. Na posicao de homem, naturalmente, tenho varias erecoes durante a noite... ... Putz... ja imaginaram a situacao???
Ontem, duas enfermeiras vieram medir minha pressao, de madrugada, e entraram derepente no quarto. Acenderam a luz... Eu estava naquele estado!!! Fingi que nao acordei. Elas comecaram a falar em Tailandes... mas eu consegui traduzir sua fala!!! Elas diziam:" Que pressao!!!" Eh minha gente... acabei ficando com o apelido, entre elas, de "que pressao"!!! E agora, toda vez que passo na recepcao.... elas dizem: "Que pressao!!!"
A gabi nao acreditou nessa historia, mas sei que voces acreditarao!!!! rss ... ... Afinal de contas.... nao estou aqui ha tanto tempo para ficar pensando besteiras!!!!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Boletim medico, os red e yellow shirts

Aqui no hospital, tenho lido muito jornal. O "The Nation", meu favorito, tambem me envia noticias pelo mail e posso alcancar diferentes focos da mesma noticia!!!
Existem dois grupos pupulares, com interesses antagonicos no que se refere a politica; e mais recentemente a respeito de questoes de fronteira com o Cambodja. Sao os red e yellow shirts. No ano passaso houve confronto serio, com muitas mortes, onde o Primeiro Ministro, tido como corrupto, foi exilado. Um grupo o apoia e outro quer sua cabeca. O politico que assumiu sua cadeira recebe criticas a todo instante e ainda nao consegui perceber a que tom, por conta da forma em que o ingles eh escrito!!!
Muito bem, tudo isso provocou elaboracoes a respeito de uma questao filosofica interessante: Ate que ponto o politico eh culpado em estar naquela posicao??? Sim, de certa forma foi uma provocacao sua!!! Ele organizou comicios. Fomentou informacoes a seu respeito que o promovesse como uma figura idonea. Divulgou seus projetos e fez com que todos acreditassem que tudo aquilo era viavel!!!
Mas, na verdade, o agente que promoveu a resolucao dos fatos.... ou seja, que o inseriu no lugar de Primeiro Ministro, foi independente de sua vontade. Isto eh, com votos partindo do povo ou de um colegiado, cada "personagem votante" tem autonomia para apoia-lo ou nao!!!!
Tudo bem deco, onde voce quer chegar???
O que quero dizer eh que ninguem tem absoluto controle do que pode acontecer e que nao temos todas as ferramentas para controlar nossa historia!!!
Mas entao pergunto-vos: Tenho eu culpa de estar aqui, no hospital?Sempre digo aos meus amigos e familiares que pretendo viajar para situacoes extremas agora, que tenho energia para suportar. O mesmo afirmo sobre a gabi!!! Quando nos nao tivermos tanta saude, podemos fazer mochilao pela Europa, onde ha grande suporte para incursoes como essa!!! Como exemplo de resistencia, temos no quarto ao lado do nosso tem uma mulher jovem, italiana, que levou um tiro na perna, no Cambodja!!!
O medico afirma que as grandes mudancas de temperatura deixaram-me suscetivel. Tinhamos consciencia disso, mas nao tinhamos outra opcao, senao atravessar a Europa para chegar do outro lado do planeta!!!
Dessa forma, enfraquecido, ele acredita que tenho algo mais "persistente" que apenas pneumonia. Sim, tive pneumonia tambem; mas como comorbidade.Em seguida a minha recuperacao dessa patologia, ele refez o raio x, que acusou algo "estranho". Fizemos ressonancia magnetica, que indicou "alteracao" periferica em ambos os pulmoes. Permaneco internado e ontem fui submetido a uma pulsao em meu pulmao esquerdo.
Porra..... super invasivo!!! Foi introduzido uma agulha, logo abaixo do coracao, com a maquina de ressoancia funcionando, ate o pulmao. Ao final do exame, fiquei cuspindo sangue direto. Enfraquecido, fui levado de maca de volta ao quarto. Durante uma hora nao conseguia nem falar. Com uma hora e dez minutos recobrei todas as funcoes!!! A partir daih comecei a caminhar, conversar e comer normalmente... Me surpreendi com a capacidade de recuperacao do corpo humano.... especialmente de quem pratica Karate-Do Tradicional (rss).
O medico tem tres hipoteses diagnosticas, sendo que duas delas sao sinistras!!! O medico do seguro acredita em uma bacteria resistente. Em dois dias receberemos o resultado!!!
Sinto que vim a Bangkok nao para adoecer, mas para me curar. Em Amsterdam, dormimos em um quarto com 34 pessoas, fechado, onde quase todos estavam tossindo direto!!! Ninguem usava mascaras!!! Ate carie se passava pelo ar!!!
Algumas doencas que foram erradicadas, permanecem endemicas na Indonesia, como tuberculose!!! A poluicao do ar eh visivel a olho nu. ... ... e a quantidade de motos eh impressionante!!!
Meus amigos.... esse eh o planeta em que vivemos... e nossa opcao foi desvenda-lo!!!
Nosso retorno ao Brasil estava marcado para essa semana, mas estive internado. Por conta da pulsao, a passagem devera ser remarcada para, no minimo, dez dias a frente. Tenho risco de embolia pulmonar, caso ande de aviao.
Tenho recebido mails perguntando sobre meu estado de saude. E respondo agora: Nao poderia estar melhor acessorado!!! Tanto da parte hospitalar como da parte da Gabi.
Na proxima mensagem, atualizarei o post com noticias, tanto a respeito de minha saude como das manifestacoes populares, ok???

grande bj do deco e da Gabi

domingo, 23 de janeiro de 2011

Red shirts e apoio a SC.

Esta prevista uma grande manifestacao dos red shirt no dia 23 e outra dos yellow shirt no dia 25. Sao movimentos locais contra e a favor do ex-primeiro ministro, que esta exilado. Nao estaremos hospedados por perto e estaremos seguros ao sair nas ruas; portanto, caso vejam algo nos jornais, nao ha o que se preocupar. Poucos dias atras, em um movimento insurgente, um militar foi morto pelos red shirts.
Esperamos, tambem, que os amigos e familiares estejam com saude; a despeito das chuvas torrenciais que assolam SC.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Agradecimento e cotidiano no hospital...

Antes de mais nada, obrigado aos amigos que enviaram mensagens de apoio!!! E obrigado, tambem, aos amigos que nao escreveram, mas que tiveram a paciencia de ler o texto!!! rss
Bem, a rotina aqui no hospital tem sido cansativa!!! Comer file mignon todos os dias... ser bajulado pelas enfermeiras... acordar a qualquer hora e depois dormir de novo... ducha quente ou fria (dependendo da temperatura do ar que pus no quarto)... internet free... UFA!!!
No primeiro dia estive enfraquecido. O medico indicou vitamina intravenosa direto... e isso da resultado rapidissimo!!! Ja no segundo dia senti a mudanca em minha condicao. O monte de antibioticos vao matar ate as caries que eu possa vir a ter!!! ehehe
A previsao eh, depois de mais uma chapa do pulmao, ser liberado amanha. Devemos partir apos o almoco (nao vamos perder o file mignon...). Ah, esqueci de dizer que tenho dividido o almoco com a gabi...eheh. Segundo meu irmao Cristiano Indio, eu nao poderia deixar de arrumar um descanso em um hotelzinho como esse, durante a viagem!!!
A seguir, postei algumas fotos de nosso cotidiano:
Essa primeira eh de um passeio pelo hospital. Na foto, nosso sincero respeito ao Rei da Tailandia.
A seguir, as enfermeiras que tem nos acompanhado:
Na proxima foto, o medico responsavel pela rapida recuperacao:
Abdominal para fortalecimento...
E alongamento...
E aproveitei para fazer um recorte do jornal de hoje, para os amigos que tiverem interesse em mudanca de sexo (sinistro)!!!
Sim, e tambem assisto TV. Nesse video, temos o canal do Cambodja onde esta acontecendo um evento nacional de Muai Thai. O pau come nas lutas!!!! video
Um grande abraco do deco e da gabi.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Apos Lembongan...parada para respirar!!!

Algumas pessoas acreditam em levitacao. Outras acreditam que existe vida apos a morte. Outras ainda dizem ja terem sido abduzidas. Podemos acreditar em tudo. Mas a unica certeza que tenho nesse momento eh que um raio pode sim, cair no mesmo lugar duas vezes!!!!! Pois eh; eu, deco, estou novamente internado em um hospital em Bangkok!!! Alguem pode adivinhar a causa??? Obvio demais!!! rss
Quando estivemos em Nusa Lembongan... logo no dia seguinte em que chegamos, eu estava tao abatido que fiquei todo o dia deitado dormindo no quarto do hotel. A gabi dividiu seu tempo em levar comida pra mim e ficar fazendo snorkel naquele paraiso. Acordei no dia seguinte com disposicao e, logo cedo, fui surfar!!! Entre as ondas e uma praia de areia branquinha, havia um hiato de 700 metros cheio de coral e agua azul. No dia anterior, vi que alguns poucos gringos iam ao off shore de barco. Outros remavam ate lah. Nao pensei duas vezes.... eh maravilhoso remar em um oceano de aguas quentes, com um metro a um metro e meio de profundidade, com a sensacao de que esta voando... de tao clara que eh a agua!!! Lah fora tinha dois metros de ondas.
A potencia das ondas por aqui eh diferente. Pra comecar, nao ha o atrito com a areia. Depois, a massa dagua eh muito maior, de forma que ate uma onda de meio metro eh pesada.
Nessa manha, a mare estava vazia e ao se aproximar da bancada, a ondulacao ganhava mais forca e tamanho. Girava de uma forma que o drop precisava ser feito com precisao e rapidez. Nao tinha ninguem no pico naquela manha!!! Surfei duas ondas e matei a fissura. Imaginei que, como eh uma ilha, a ondulacao e a mare devem se encaixar perfeitamente em algum outro surf spot. Na saida, a distancia era tao grande que surfei uma onda, deitei na prancha acompanhando a espuma ate ela acabar... e ainda tive que remar muito ate voltar pra areia.
Voltei para o cafe da manha com a gabi.
Nesse dia, apos o cafe, saimos de barco eu, a gabi, o casal Fabio e Tatiana, e o casal sueco Susanna e Thor. Eu, o Fabio e a Tatiana fizemos uma brincadeira de qualidade em um surf spot chamado Playground. O casal da Suecia nunca havia entrado no mar de prancha e aproveitou a oportunidade. Foi muito maneiro!!! Cerca de 90 minutos pegando aquelas ondas onde o nome do pico ja diz tudo. Eh um reef, no meio de uma bahia funda, onde a ondulacao quebra apenas na parte rasa. A formacao eh perfeita para os dois lados. Um luxo!!! Mas e a gabi??? Sim, ela ficou tirando fotos do barco.... mas nao aguentou ver a galera rindo e se divertindo dentro dagua!!! Eu estava ajudando o Thor a tentar surfar sua primeira onda quando vi a gabi grintando meu nome: "Andeeeehhh!!!" Ela vinha nadando cahorrinho (natacao nao eh minimamente seu forte), usando um colete salva vidas, com a mascara de mergulho sobre a testa, sorrindo e vindo, super alegre, em minha direcao!!! O problema era que entre eu e ela estava a arrebentacao!!! Cacete!!!! Quando eu a vi.... a serie subiu!!! Falei para o Thor soltar a prancha e mergulhar para passar a onda e comecei a nadar na direcao da gabi(eu estava sem prancha). "Nada de volta, porra!!!! Subiiiiiiiuuu!!!" Gritei com forca ao mesmo tempo em que avancava em direcao a espuma e ao coral afiado que havia entre nos!!! Ela olhou assustada a onda que vinha(cerca de 2 metros de frente) e comecou a nadar cachorrinho(AHAHAHA) para o outro lado. "Me ajuda Andeeeeehhh!!" eu ouvia.... Por sorte consegui passar a espuma e levar a gabi para fora da correnteza da arrebentacao. Ela soh nao ganhou uma bronca porque a imagem que estava na minha cabeca era dela vindo na minha direcao sorrindo e super alegre nadando cahorrinho(AHAHAAH).... mas esse susto fez com que ela nao saisse mais sozinha da embarcacao!!!
Voltamos todos alegres e seguimos para o primeiro pico de mergulho. Afirmo que esse foi o mergulho mais maneiro que fiz na vida!!! Vejam que ja mergulhei na Peninsula de Yucatan, Mar Vermelho, Mediterraneo, Mar de Andamann entre outros... A visibilidade era imensa. O azul do oceano nos hipnotizava. Sorriamos embaixo dagua. O Fabio mergulhava com pedacos de pao na mao... peixes das mais variadas cores e tamanhos (ate um palmo) vinham comer... e ate esbarravam em mim como que dizendo: "Sai da frente brother!!!" E foi alucinante!!! Corais coloridos e agua a 30 graus Celcius. Impressionante!!! Oceano Indico.
Ao voltarmos para o barco, o "piloto" anuncia que recebeu um telefonema da familia: sua irma tinha falecido. #$!^%$*!!!(PENSEI)..... Apenas eu entendi o que ele disse e perguntei se ele queria voltar. Com sua negativa, a embarcacao foi direcionada para outro pico de mergulho e, segundo o casal da Bahia, o melhor mergulho das nossas vidas estava por vir!!!
O barqueiro era meio estranho. Meio nao, muuuuito sinistro. Tatuagens nos bracos e peito. Corpo tipo daqueles caras que se acham fortes mas que na verdade sao gordinhos e nao admitem, sacou? Pouco falante. Ofereci agua e biscoitos e ele negou prontamente. Tudo bem. Sim, tudo bem ate que ele parou em um pico diferente do que imaginavamos. Seu ingles nao era muito bom e tentei explicar que o lugar que queriamos ficava a cerca de 150 metros apos uma curva em um paredao de rochas. Ele disse que nos iriamos mergulhar ali e que ele nos seguiria ate la depois. Tentamos explicar em mais pessoas. Derepente o cara pirou e comecou a gritar:"Understand me, Understand me... Brazilians are bla, bla, bla.. all the same...i hate this!!!"(entendam me, brasileiros sempre falam demais, todos iguais, detesto isso). Tentei mediar, a Tatiana comecou a gritar em portugues com o cara, o Fabio gritava com ela para que parasse, a gabi botava pilha, os suecos ficaram assustados e tentavam acalmar a todos gritando.... UFA!!! Na confusao o telefone dele toca.... era seu irmao(o que organizou nossa trip). Me passou o telefone, mas eu nao conseguia falar porque a gritaria no barco estava totalmente fora de controle (parece piada....AHAHA). Desliguei o telefone, entreiguei-o e falei:"Turn back!!!" Nao foi isso que fez com que ele voltasse. A Tatiana diz que foi o fato dela ter ameacado se jogar no mar. Eu acredito que foi aquela loucura toda junta!!! Putaquiupariuuu!!! Ele ainda insistiu mais uma vez para que mergulhassemos.... mas os dois casais estavam calados em uma mistura de raiva, incompreensao, incredulidade e tensao. Eu e a gabi estavamos, a todo o custo, tentando segurar a gargalhada!!! ehehe... E isso nao eh engracado, mas nos ja passamos por situacoes como essa em outros paises...
O primeiro momento, no retorno, foi de silencio. Depois levantamos uma discussao sem pe nem cabeca. Ninguem acreditou no que havia acontecido. O cara pirou. E vejam que eu fiz um relato mais superficial...o "piloto" deu um show. Jogou seu celular no chao do barco (eu estava do lado e vi que ele procurou um lugar fofo), ficou pulando igual um macaco e gritando. Chegou ate a tentar chorar!!!
A volta seria de uns 15 minutos. Com 10 minutos, percebi que ele dirigia devagar e sem sobressaltos. Olhei para ele e fiz sinal com a mao perguntando se ele estava bem. Fez sinal com a cabeca e mao indicando:"tudo bem, deixa pra la!!"
No desembarque falei para ele e para seu irmao que havia um problema e que era para ele desembarcar para conversarmos todos juntos. Ele comecou a falar na lingua da Indonesia. Fiquei nervoso e gritei afirmando que falariamos a mesma lingua. De nada adiantou. Subimos ate o pier, na entrada do hotel. Haviam cerca de uns 20 gringos apreciando a vista. Chegamos gritando!!! O indonesio defendia que quebramos o acordo e nos afirmavamos que seu irmao era louco e nos ofendeu estragando o mergulho!!! Se fosse no Brasil, a rapaziada que assistia tomaria uma posicao e se manifestaria. Na maioria das vezes apartando. Voces acreditam que nenhum gringo se mexeu??? Pareciam dizer que nao era problema deles e que nao se intrometeriam!!! QUE ABSURDO!!! Na direcao do nosso hotel, eu me virei para todos eles e falei alto afirmando que problema nosso era problema deles... e que qualquer um poderia ter sido vitima do desajustado!!! Depois de tudo, pagamos dois tercos do combinado.
Bem... em seguida, todos tentaram se recompor a seu modo. Combinamos de jantar defronte ao mar. Nesa noite eu ja sentia frio. De volta ao quarto, tive febre de 39 graus.
Deitei, tomei um antitermico e dormi. No outro dia estava sem febre, mas enfraquecido.
Partimos da ilha, de volta a Bali as oito horas. Ficamos o dia todo arrumando as malas e acertando os ultimos detalhes para a partida no outro dia as seis da madruga.
Dormimos pouco e seguimos para o aeroporto na hora determinada. Embarcamos para Pucket as 11:40. Desembarcamos as 15 horas. Do aeroporto seguimos direto para a rodoviaria objetivando, naquele mesmo dia, ir para Bangkok. Minha saude se definhava. Tossia a todo momento. A garganta doia muito. Estava mais fraco. As 17 horas entramos no buzum sabendo que a chegada seria no outro dia as sete da matina. Vinte e quatro horas viajando. Mole "pra nois". Na rodoviaria de BKK pegamos um taxi rumo a Khao San Road. Putz... o NAT2 tava lotado. Os hoteis da redondeza nao tinham vagas.... e precisavamos descansar para tentar seguir viagem para o norte- Sukhothai. Esse sitio arqueologico fica a 6 horas de viagem de BKK e eh alucinante!!! As dez horas vagou um quarto no NAT2... dormimos e as 13 horas eu disse pra gabi:"to bem fraco...acho que pode ser pneumonia."Saiu uma lagrima dos olhos da gabizita... E nao deu outra.... fomos para o hospital e a chapa do pulmao acusou um terco de comprometimento. Agora estou tomando antibiotico intravenoso (sem mancada), soro direto, oxigenio, e varios comprimidos coloridos. A primeira estimativa eh de tres dias de internacao. O melhor eh que o seguro pagou tudo e o hospital eh um luxo!!! A proposito, eh o mesmo de tres anos atras. No video a seguir, eu mostro como estou sendo tratado pelas enfermeiras!!!! Para quem nao sabe ingles ou tailandes, ela se apresenta, diz que me conhece da outra vez e que agora estou doente de novo. Se despede enfatizando que foi um prazer "falar" com minha familia e amigos e que serao bem vindos em seu pais. Eu respondo em thai: obrigado.
E agora estamos nos.... como exatamente nessa ultima foto!!!
Ah, ainda postei uma foto (a que aparece um cara cabisbaixo) do doente mental do barqueiro de Nusa Lembongan.


abracos do deco e da gabi

















video

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Adeus Bali e Nusa Lembongan!!!

Aqui vao algumas fotos do ultimo dia em Bali e da ilha de Nusa Lembongan. O surf da foto foi em Playground e o snorkel foi em uma bancada perto. Um luxo!!! Essas pessoas fizeram parte dessa aventura!!!




































terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Mensagem pro RUFFIO e novidades!!!

Uma duvida que tivemos antes de embarcar nessa trip foi: pagaremos taxa pra levar a prancha??? No STB, o agente garantiu que teriamos direito a 2 bagagens, embaixo, de 23kg cada....um luxo!!! Sim, a Air France eh assim. E fomos nessa empresa ate Amsterdam.
Um brasileiro que conhecemos uns dias antes, e que voltava da Indonesia, teve que pagar taxa.
Quando fomos embarcar na KLM, a balconista disse que soh poderiamos levar uma bagagem embaixo de 23kg. $#%**%*^%..... O que fizemos? Pusemos as malas em um saco de batatas grande e alcancamos 22,5kg. A prancha seguiu como outro volume e nao tivemos que pagar nadinha.... bom nao??
Mas agora, temos varias camisas novas, bermudas, estatuas.... tudo bem, vendi a prancha. Ja tinha mais ou menos planejado isso, ja que o Marcus esta fazendo uma nova pra mim, no RJ. Sabe que tive uma boa cotacao na antiga!!!
O lance eh que nao tenho o tel do shaper, muito menos o mail.... como sei que esta acompanhando a viagem, resolvi lembra-lo: Meu irmao, rabeta swalow, com V-bottom!!!! Acho que vc tem todos os dados, mas nos falamos meio que na correria, lembra?
Vc tem as medidas. Tenho comigo aqui tb...qq coisa manda outra msg, ok? Ou envia seu mail!!

grande abraco em todos.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Nusa Dua Off Shore

videoEm remada de mais de 20 minutos, pra surfar uma bancada de coral com 1metro e meio de ondas, na entrada do Oceano Indico... a surpresa!!!

Escalada do vulcao em Bali

video

Gilli Island, Vulcao Bromo e amigos

Antes de mais nada, nao esclareci o que rolou com a prancha de surf, nao eh mesmo??? Bem, chegamos em Amsterdam com uma quilha estalada (quando apenas esta rachada-minha quilha nao eh de encaixe), e dois quebrados na rabeta swallow (parte de tras da prancha com 2 pontas). Quando chegamos na Indonesia, outra quilha havia quebrado com a fibra levantada(super preju), a lateral estava quebrada e a ponta do bico tambem. O pior eh que para consertar essa quilha, era preciso cortar a fibra, refazer a parte em volta e recolocar a quilha. Seria preciso um bom cara!!! O conserto ficou bom...mas a colocacao da quilha nao ficou 100%, de forma que a prancha perdeu velocidade, apesar de se manter bem manobravel.
Putz, vir pra Indonesia sem prancha eh foda!!! Rapidamente a gabi resolveu com uma ideia excelente. Aluguei uma prancha zerada na Rip Curl. Em meio a discussoes e pressao de nossa parte, a KLM arcou com as despesas do conserto da prancha e do aluguel da outra...
Ja com a prancha em dia, todos estamos na expectativa da chegada de um swell de 17 pes (ondas de cerca de 7 metros de altura-medido por tras). Resolvemos ir para Gilli Island(primeira foto) passear enquanto as ondas nao vinham... Pois bem, imagine um paraiso. Foi pra la que fomos!!! Agua super transparente, areia branca, um pico de surf com algumas ondas boas e outro de mergulho, em Nusa Trawangan (ilha que ficamos). Absolutamente nenhum veiculo motorizado; sem policia e sem ladrao!!! Ipanema muitos anos atras...eheheh... Ficamos 2 dias e uma noite em um hotelzinho quase de graca e maneirissimo. Na foto acima da pra ter uma ideia da qualidade da praia. A praia ao fundo da foto eh, na verdade, outra ilha: Nusa Meno.
Apesar de fazermos muitos passeios por aqui, nosso meio de locomocao constante eh a moto. Na foto a seguir, vemos os caras do posto em que abastecemos direto. Sao gente fina. Ja chegam gritando: "Braziuuuu!!!".. ehehe
E como nao haveria de ser diferente, a cada dia fazemos muitas novas boas amizades. Nas fotos, vemos um casal catarinense com os chapeus novos que neguinho usa direto nas plantacoes. Vemos, tambem, o Fabio e a Tatiana(casal baiano) e o Murilo (hospedado no mesmo local que nos). Em seguida um frances gente muito boa e seu filhinho, moradores de Bali, e que conheci no dia em que surfei Ulwatu gigante. Os caras da agencia que compramos varios pacotes nao poderiam faltar. Paul eh o que nos fortalece e que nos acompanhou na trilha de hj: escalamos o Vulcao Bromo.
Essa trip foi muito maneira!!!! Saimos de Kuta ( o bairro em que estamos hospedados) a 1:30AM e fomos no carro da firma pro interior da ilha, perto de Ubud. Chegamos no destino em torno de 4AM. Como a partida ja seria de uma certa altitude, estava levemente frio. Camisa de polypro por baixo, tenis de trilha, luvas, mochila e disposicao...pra que mais? Ah, para baratear o preco, excluimos do pacote o breakfast, o almoco e o banho de piscina natural... de forma que ainda tinhamos lanche na mochila. Perfeito. O cafe da manha do pacote, depois descobrimos ser fraquissimo e o almoco descobrimos ser em um restaurante de higiene duvidosa!!!
Comecamos a trilha ainda de noite. Mesmo cada qual tendo sua lanterna, os tropecos na lava endurecida eram constantes. A gabi recebeu um super apoio do "Tiozinho da coca". Um coroa que tem um trabalho arduo: Sobe parte da trilha da caminhada com os trekkers para vender coca cola no entremeio. Seu apoio era puxa-la pela mao de forma que ela acompanhava o ritmo do grupo e ficava segura em nao cair pra tras (em cima de mim..rss). Em reconhecimento ao seu esforco, ao seu trabalho e sua educacao primorosa, compramos uma coca e uma sprite!!!!
A formacao do grupo era estupenda: Eu, Gabi, Daniel, Murilo, Paul, o guia (fraquinho) e o Tiozinho da coca.
O plano era ver o nascer do sol na cratera e depois cozinhar ovos no vapor escaldante. No video da para ver bem a trilha, a cratera e os ovos cozinhando. Tudo saiu como previsto ate a hora em que o caminho foi invadido por macacos. Milhoes de macacos vindos de todos os cantos. Estes nao sao como os da India. Eles sao mais tranquilos, nao atacam, e esperam darmos comida. A Gabi ficou muito amarradona!!! ... ... e deu quase todo nosso cafe pros macacos!!! rss
Quando voltamos pra Kuta ja eram 14hrs... cansados demais... mas nao o suficiente pra evitar um surf de fim de tarde em Kuta!!!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ulwatu grande

Eu ja havia surfado em Ulwatu dois dias antes. Tinha 1 metro de onda, fundo de coral, clean. A onda tem muita for,ca e a correnteza eh forte, mesmo com mar pequeno. Na bancada, chega a ter meio metro de profundidade. Eu podia ver o coral afiado enquanto remava... Naquele dia eu surfei sozinho, em frente ao pico, pouco antes de anoitecer!!! Fiquei amarradao, afinal este surf spot eh classico!!!
Ontem foi diferente. O mar estava grande e a correnteza pesada. Os locais estavam amarelando. Bomie (uma bancada super longe) estava quebrando. Estava rolando tres metros clean (a onda eh medida por tras). Como nao tem areia no fundo, nao rola atrito e a onda quebra com uma forca incrivel. Tomar uma vaca eh prejuizo certo. Tinham 4 caras no outside. Um deles se colocava muito bem no pico e os outros estavam remando. Cheguei com o Murilo, um brasileiro de sampa que esta no mesmo hotel que nos.
Raspei a parafina, pus a camisa de polypro e segui pra cave (o local de entrada eh por uma caverna com a ondulacao quebrando la dentro). Quando saimos da caverna, a correnteza nos pegou forte e em segundos nos jogou no paredao de pedras ao lado. Remamos. Eu segui na mesma direcao da correnteza pra escapar do inside que quebrava forte, pensando em entrar no canal la fora (pela lateral direita). Era um remadao, mas eu nao ficaria tomando na cabeca. A espuma era gigante e nao dava pra passar por baixo.....eu ficava sacudindo de forma que nao conseguia segurar a prancha, embaixo dagua, e ela escapava das minhas maos. Sacudindo, mas nao engolindo agua ainda, eu conseguia saber onde era a superficie por causa da cordinha pequena (6 pes) que ficava super esticada. Passei um aperto mas entrei e segui pro outside. O Murilo passou um sufoco. A correnteza o jogou longe e ele so me encontrou quase meia hora depois. O detalhe eh que a pessoa nao tem a opcao de desistir de entrar. As ondas ficam de frente para um paredao de pedra de uns 150 metros de altura e a unica maneira de entrar e sair eh pela caverna (que tem 5 metros de largura em uma correnteza monstro).
Ja la dentro, e apesar de estar com uma prancha pequena (6,2), eu surfei altas ondas!!! Surfando, ganhei a consideracao da rapaziada!!! Fiz amizade com um russo e com um frances dentro dagua. O russo teve um fim triste... nao conseguiu sair pela caverna e so saiu na praia ao lado. Fica a cerca de 2 km nadando de frente pras pedras(saiu em impossibles) e teve que pegar um taxi pra voltar pra Ulwatu. Um outro cara, que entrou depois, teve a cordinha arrebentada e o resgate foi chamado...nao sei o que rolou.
O mar ja tinha 3 metros e estava crescendo mais!!! Neguinho tava tenso dentro dagua. Eu, o Murilo e o Fabio (um baiano sangue) surfavamos preocupados com a hora da saida. A mare estava baixando e a bancada estava mais rasa!!!
Para sair, era preciso remar para tras do pico... e tentar ir na direcao da caverna. Nao podia ter erro!!! Fui o primeiro a tentar!!! Dropei uma da serie. Como estava mais raso, a onda ficou mais em pe e formou um paredao gigante... A prancha fez que ia dar de borda (quando a lateral prende na agua e vc cai)... puxei pra cavada (virei a prancha pra frente da onda) e me safei de tomar um caldo monstruoso!!! Cavei, adiantei (acelerar a velocidade da prancha) e passei a parte mais rasa da bancada. Dei uma rasgada (ir ate perto do lip e puxar a prancha jogando agua), adiantei e dei um cut back (vai a frente e volta ate a espuma) virando a prancha em direcao a caverna. Deitei na prancha e fui guiando o bico ate a caverna. Puta quiu pariu.... parei a cerca de 5 metros da caverna e a correnteza me pegou!!!! Nao adiantou remar.... comecei a tomar as espumas na cabeca e sacudir dentro dagua... No video da pra ver o momento em que eu ainda tentava alcancar a cave, antes de comecar o aperto!!! Tomei umas 10 na cabeca... eu estava com medo de arrebentar a cordinha, a prancha ir pras pedras... era afogamento certo!!!! Remei, remei, remei...mas a correnteza me levou pra bem longe!!! Eu tinha que sair pela cave!!! Era derrota sair por Impossibles...sem falar do cagaco de passar padang e remar de frente pro paredao!!! O mar crescia mais!!! Depois de um tempao, mas um tempao remando...cheguei no outside de novo!!!
Ainda surfei 2 ondas pra levantar a moral e falei pro russo (os brasileiros ja tinham saido): Vou tentar agora!!! Ele afirmou que iria depois de mim.
Surfei uma esquerda de tamanho medio e ja dirigi pra cave. Parei a uns 10 metros da entrada. Comecei a remar com muita forca... a correnteza me pegou. Pensei: Eh agora!!!! A galera torcia de cima do penhasco e do Warung acima da cave. A gabi estava muitisssimo nervosa!!! Remei, remei... e consegui chegar na entrada da cave... agora vinha o perigo de nao bater nas paredes da caverna..... passei tambem. Estava salvo!!!!
No video aparece meu surf destruindo a onda e depois passando sufoco!!!!
video

sábado, 8 de janeiro de 2011

Cada viagem tem sua magia...


Definitivamente cada viagem tem sua magia... e eh o que seduz!!! E tudo acontece tao rapido... como em um filme. Mas um filme onde voce nao pode errar!!!
Sempre levamos conosco o livro Lonely Planet. Trata-se de um livro guia onde recebemos orientacoes a respeito do que fazer, como fazer, o que devemos ter cuidado, etc... E antes de cada cidade, eu leio as referencias.
Quando chegamos em Bali, ja era cerca de uma hora da madruga. Todos sabemos que os taxistas de aeroportos escalpelam, nao eh verdade? Pois bem, eu li que o preco de uma corrida ate Kuta sairia por cerca de 45.000 Rupias (mais ou menos dez reais). Obviamente que fomos abordados por uma galera... e o preco medio era 350.000 Rupias...vcs podem acreditar nisso???? Sim, estavamos a ponto de ir andando ate fechar negocio por 75.000. O cara nos deixou em uma esquina e saimos, de mochilao, procurando hotel. Demos sorte e achamos um bem barato, que ja havia sido recomendado por um amigo, com piscina, quarto e banheiro grandes e perto da praia!!! Um luxo!!! O livro guia ainda dizia que deveriamos alugar uma moto em nosso hotel, para evitar roubo da mafia e termos que pagar pela perda (isso acontece mesmo em Lombok).
No inicio, andando de moto, nos perdemos pela cidade....mas a gabi ficou responsavel por memorizar os caminhos e nao nos perdemos mais!!! rss... Alem disso, ainda tem os problemas com a policia!!! Ja recebemos duas duras no transito. Eles nos alcancam e pedem pra parar. Ainda bem que nao tocam aquela sirene... De todos que vi serem parados, nenhum era local...apenas turistas. Geralmente os turistas nao tem carteira de motorista internacional e tem que pagar algo em torno de 30 dolares. A moto fica presa e o piloto a pe. Hoje de manha fomos abordados. Estavamos indo surfar em Serangan quando nos perdemos. Tres australianos nos ultrapassaram de moto e a gabi gritou: "Serangan, Serangan!!" Um deles respondeu: "Follow us!!" Pronto, ficamos tranquilos...nada melhor que seguir alguem por um caminho que nao se conhece. Cinco minutos depois, a policia nos alcanca e manda parar. Fizeram aquele esquema de um vir conversar comigo e com a gabi e outro com os caras. Entreguei a licenca e o doc da moto. Ele sorriu e perguntou se eramos brasileiros. Em seguida perguntou se estavamos com os caras. Negamos. Na mesma hora mandou que seguissemos viagem. Mas porra, ainda estavamos perdidos e o guarda segurou os australianos. O pior eh que sabemos que as pessoas daqui nao gostam de australianos... e para complicar, um deles estava de olho roxo!!! Putz... insistimos em receber orientacao....ainda mais que eles eram gente boa!!! Nao teve jeito... tivemos que partir ou dancariamos!!!
No fim, achamos a praia e o mar estava flat. Tudo bem, nao surfei, mas ficamos nadando naquela agua quentinha e azul.... de mascara de mergulho por um tempao!!!
Cerca de quatro horas depois, ja em Kuta (onde estamos hospedados), vejo os australianos caminhando em direcao a praia. Nao aguentei e chamei por eles. "What happened???" Eles disseram que perderam um $$, tiveram que voltar de taxi e soh conseguiram ir a praia naquela hora!! Que roubada!!!
Mas roubada maior foi a gabi pular do trem em movimento e se ralar toda!!! Estavamos em Yogyakarta, em um sitio arqueologico chamado Prambanan, andando em um trem que circula entre as ruinas, quando ela avista um cercado cheio de viadinhos. A gabi enlouqueceu!!! Queria ver os viadinhos de perto!!! "Esse bicho tem em todo lugar, gabi!!!" eu disse. Inconformada ela levantou, parou nos degraus do vagao e gritou pro motorista parar. Foi ignorada. Falei: "Voce nao vai pular, neh?" A gabi entendeu que eu a estava estimulando e saltou!!! Putz, soh vi seus cabelos avancando em direcao ao chao!!! Caramba, levantei e saltei tambem. A diferenca eh que saltei e continuei correndo e a gabi saltou parada!!! Nao podia dar outra.... ficou toda ralada!!! A cena foi ate engracada... ehehe.... a sorte foi que eu trouxe agua oxigenada e pomada cicatrizante para o caso deu me cortar no coral surfando!!! Tratamento intensivo do Doctor Deco e quatro dias depois esta quase, quase boa... Na foto, ela esta na enfermaria, apavorada, recebendo os primeiros socorros!!!
Nas outras fotos, temos um grupo de australianos que estao hospedados aqui na nossa pousada. Os caras sao gente finissima. E ainda fotografamos com uma galera de brasileiros e "quase brasileiros" que conhecemos em Serangan. Todos sao nota 10 e fizemos questao de postar uma foto da rapaziada!!!
Happy new year, Tahun Baru!!!!!