quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ulwatu grande

Eu ja havia surfado em Ulwatu dois dias antes. Tinha 1 metro de onda, fundo de coral, clean. A onda tem muita for,ca e a correnteza eh forte, mesmo com mar pequeno. Na bancada, chega a ter meio metro de profundidade. Eu podia ver o coral afiado enquanto remava... Naquele dia eu surfei sozinho, em frente ao pico, pouco antes de anoitecer!!! Fiquei amarradao, afinal este surf spot eh classico!!!
Ontem foi diferente. O mar estava grande e a correnteza pesada. Os locais estavam amarelando. Bomie (uma bancada super longe) estava quebrando. Estava rolando tres metros clean (a onda eh medida por tras). Como nao tem areia no fundo, nao rola atrito e a onda quebra com uma forca incrivel. Tomar uma vaca eh prejuizo certo. Tinham 4 caras no outside. Um deles se colocava muito bem no pico e os outros estavam remando. Cheguei com o Murilo, um brasileiro de sampa que esta no mesmo hotel que nos.
Raspei a parafina, pus a camisa de polypro e segui pra cave (o local de entrada eh por uma caverna com a ondulacao quebrando la dentro). Quando saimos da caverna, a correnteza nos pegou forte e em segundos nos jogou no paredao de pedras ao lado. Remamos. Eu segui na mesma direcao da correnteza pra escapar do inside que quebrava forte, pensando em entrar no canal la fora (pela lateral direita). Era um remadao, mas eu nao ficaria tomando na cabeca. A espuma era gigante e nao dava pra passar por baixo.....eu ficava sacudindo de forma que nao conseguia segurar a prancha, embaixo dagua, e ela escapava das minhas maos. Sacudindo, mas nao engolindo agua ainda, eu conseguia saber onde era a superficie por causa da cordinha pequena (6 pes) que ficava super esticada. Passei um aperto mas entrei e segui pro outside. O Murilo passou um sufoco. A correnteza o jogou longe e ele so me encontrou quase meia hora depois. O detalhe eh que a pessoa nao tem a opcao de desistir de entrar. As ondas ficam de frente para um paredao de pedra de uns 150 metros de altura e a unica maneira de entrar e sair eh pela caverna (que tem 5 metros de largura em uma correnteza monstro).
Ja la dentro, e apesar de estar com uma prancha pequena (6,2), eu surfei altas ondas!!! Surfando, ganhei a consideracao da rapaziada!!! Fiz amizade com um russo e com um frances dentro dagua. O russo teve um fim triste... nao conseguiu sair pela caverna e so saiu na praia ao lado. Fica a cerca de 2 km nadando de frente pras pedras(saiu em impossibles) e teve que pegar um taxi pra voltar pra Ulwatu. Um outro cara, que entrou depois, teve a cordinha arrebentada e o resgate foi chamado...nao sei o que rolou.
O mar ja tinha 3 metros e estava crescendo mais!!! Neguinho tava tenso dentro dagua. Eu, o Murilo e o Fabio (um baiano sangue) surfavamos preocupados com a hora da saida. A mare estava baixando e a bancada estava mais rasa!!!
Para sair, era preciso remar para tras do pico... e tentar ir na direcao da caverna. Nao podia ter erro!!! Fui o primeiro a tentar!!! Dropei uma da serie. Como estava mais raso, a onda ficou mais em pe e formou um paredao gigante... A prancha fez que ia dar de borda (quando a lateral prende na agua e vc cai)... puxei pra cavada (virei a prancha pra frente da onda) e me safei de tomar um caldo monstruoso!!! Cavei, adiantei (acelerar a velocidade da prancha) e passei a parte mais rasa da bancada. Dei uma rasgada (ir ate perto do lip e puxar a prancha jogando agua), adiantei e dei um cut back (vai a frente e volta ate a espuma) virando a prancha em direcao a caverna. Deitei na prancha e fui guiando o bico ate a caverna. Puta quiu pariu.... parei a cerca de 5 metros da caverna e a correnteza me pegou!!!! Nao adiantou remar.... comecei a tomar as espumas na cabeca e sacudir dentro dagua... No video da pra ver o momento em que eu ainda tentava alcancar a cave, antes de comecar o aperto!!! Tomei umas 10 na cabeca... eu estava com medo de arrebentar a cordinha, a prancha ir pras pedras... era afogamento certo!!!! Remei, remei, remei...mas a correnteza me levou pra bem longe!!! Eu tinha que sair pela cave!!! Era derrota sair por Impossibles...sem falar do cagaco de passar padang e remar de frente pro paredao!!! O mar crescia mais!!! Depois de um tempao, mas um tempao remando...cheguei no outside de novo!!!
Ainda surfei 2 ondas pra levantar a moral e falei pro russo (os brasileiros ja tinham saido): Vou tentar agora!!! Ele afirmou que iria depois de mim.
Surfei uma esquerda de tamanho medio e ja dirigi pra cave. Parei a uns 10 metros da entrada. Comecei a remar com muita forca... a correnteza me pegou. Pensei: Eh agora!!!! A galera torcia de cima do penhasco e do Warung acima da cave. A gabi estava muitisssimo nervosa!!! Remei, remei... e consegui chegar na entrada da cave... agora vinha o perigo de nao bater nas paredes da caverna..... passei tambem. Estava salvo!!!!
No video aparece meu surf destruindo a onda e depois passando sufoco!!!!
video